quarta-feira, 2 de julho de 2014

Natal: Urbana nega recursos de empresas desclassificadas em licitação da limpeza pública

A Urbana negou os recursos das empresas Vital Engenharia Ambiental e Construtora Marquise, que foram desclassificadas do processo de licitação para a limpeza pública de Natal. A decisão da Companhia de Serviços Urbanos foi publicada na edição desta quarta-feira (2) do Diário Oficial do Município.

Em seus recursos, as empresas apontaram que houve mudança nas regras do edital e inadequação da metodologia de orçamentação utilizada pela Urbana. A Construtora Marquise chegou a pedir a revogação da decisão e a anulação do convite para contratação direta.

Segundo a Urbana, tanto a Vital Engenharia quanto a Marquise apresentaram propostas de preços acima do valor definido pela companhia. Os erros apontados nos recursos, sobre a modificação das condições do edital durante o seu curso e falhas nas orçamentações serão analisados por uma equipe técnica para uma nova publicação do edital.

Enquanto isso não acontece, a limpeza pública na capital será feita através de contrato emergencial de R$ 12,7 milhões com a Marquise firmado no início de junho e válido por seis meses.

Os contratos licitados, por lotes, deverão somar R$ 341.724,069,00 por um prazo de 60 meses contínuos. Os lotes contemplam as regiões Norte e Oeste (Lote I), Sul e Leste (Lote II) e o sistema de transbordo e disponibilização de máquinas para coleta mecanizada (Lote III).

Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários postados aqui, são de inteira responsabilidade dos leitores e não refletem a opinião do nosso Portal